Programação On-line 2022

O  Festival Literário de Araxá – Fliaraxá –  realiza a sua décima edição entre os dias 11 e 15 de maio de 2022, de quarta-feira a domingo, com transmissão virtual dos debates da programação nacional pelas redes Facebook e Youtube do Festival e programação presencial de forma descentralizada, em diversos lugares da cidade: Grande Hotel, Teatro Municipal Maximiliano Rocha, Parque do Cristo e Fundação Cultural Calmon Barreto.

Confira abaixo a programação on-line completa!

Quarta-feira, 11 de maio

19h – Abertura – Danilo Miranda e Afonso Borges

20h – À flor da pele: racismo sob foco da literatura – Jeferson Tenório e Tom Farias

Quinta-feira, 12 de maio

11h – Poesia do cotidiano – Alexandra Maia e Pollyana Sousa – Mediação: Elisa Pereira

15h – Literatura, ética e subjetividade – Paulo Scott e Flávia Martins – Mediação Tom Farias

17h – As histórias que nascem do nós: encontros e desencontros do romance – Ana Maria Gonçalves e Julián Fuks – Mediação: Tom Farias

19h – Tecendo tramas (im)possíveis: a escrita do romance – Ana Paula Maia e Socorro Acioli. Mediação: Lilia Guerra

21h – As Firminas da literatura brasileira – Eliana Alves Cruz e Geni Guimarães. Mediação: Esmeralda Ribeiro

Sexta-feira, 13 de maio

11h – Crônicas em tempos sombrios – Adriana Falcão e Antonio Prata. Mediação: Catita

15h – Literatura negra hoje: caminhos e trajetórias – Éle Semog, Elisa Lucinda e Valéria Lourenço – Mediação: Ana dos Santos

17h – Escrever é uma missão? – João Melo e Paulo Lins – Mediação: Ana Paula Lisboa

19h – Maria Firmina dos Reis: abolicionista e libertária – Eduardo de Assis Duarte e Rafael Balseiro – Mediação: Constância Duarte

21h – Abolição, Independência e Literatura – Tom Farias, Jeferson Tenório e Itamar Vieira Junior –  Mediação: Afonso Borges

Sábado, 14 de maio

10h – Reis e rainhas ainda cabem na literatura infantil? – Leo Cunha e Tino Freitas – Mediação: Rafael Nolli

11h – Diáspora e legado: quem fala é o tambor – Ungulani Ba Ka Khosa e Edimilson de Almeida Pereira. Mediação: Rafael Nolli

13h – 200 Anos, 200 Livros – José Manuel Diogo

15h – “Oh! a mente! Isso sim ninguém pode escravizar”: caminhamos para um novo abolicionismo? – Laurentino Gomes e Djamila Ribeiro – Mediação: Tom Farias

16h – Violência contra a mulher – Tatiana Salem Levy, Wagner Cinelli e Najara Costa – Mediação: Tom Farias

17h – Homenagem a Maria Firmina dos Reis: 200 anos de uma pioneira – Agenor Gomes e Luciana Diogo – Mediação: Tom Farias

18h – Escrevivência e identitarismo – Conceição Evaristo e Flávia Oliveira

19h – Conversas literárias – Jeferson Tenório e Godofredo de Oliveira Neto. Mediação: Henrique Rodrigues.

20h – Do racismo ao genocídio – Narrar o horror para que ele não se repita – Scholastique Mukasonga. Mediação: Simone Paulino.

21h – De “Úrsula” a “Torto arado”: narrativas sobre a escravidão – Itamar Vieira Junior. Mediação: Afonso Borges e Tom Farias.

Domingo, 15 de maio

10h – Vamos balançar? A Fê Liz vai contar e cantar seus livros e você ficará mais Fli Liz ainda – Fê Liz

11h – Quem tem medo do(a) escritor(a) negro(a)? – Oswaldo de Camargo e Miriam Alves – Mediação: Tom Farias

13h – Descolonizar o olhar sobre o outro – Um encontro possível entre Itália e Somália. Igiaba Scego e Roberto Parmeggiani. Mediação: Simone Paulino

15h – Elogio da diferença: literatura e protagonismo feminino – Carla Madeira e Rosiska Darcy de Oliveira. Mediação: Suely Machado

17h – É sobre isso: nossas trajetórias: MV Bill e Preto Zezé. Mediação: Angélica Ferrarez.

 

NOTIFICAÇÕES

Não perca nenhum momento deste evento!
Cadastre-se para receber notificações sobre a programação e saber tudo sobre o IX Fliaraxá! 

[sibwp_form id=2]