Estão abertas as inscrições para o IX Prêmio de Redação Maria Amália Dumont
Vencedores do Prêmio de Redação em 2019 com a presença do escritor homenageado Valter Hugo Mãe. Foto: Daniel Bianchini

Estão abertas as inscrições para o IX Prêmio de Redação Maria Amália Dumont

  • Post category:Notícias

“As Línguas Portuguesas Pelo Mundo” é o tema do IX Prêmio de Redação Maria Amália Dumont, promovido pelo Fliaraxá. As escolas têm até o dia 27 de novembro para enviar os textos dos alunos para o e-mail redacao@fliaraxa.com.br. O objetivo é revelar novos talentos literários além de incentivar ainda mais o hábito da leitura e da escrita. Em 2020 o conceito da nona edição do festival, que se inspira em uma frase dita por José Saramago, é: “Não há uma língua portuguesa, há línguas em português”.

Quem pode participar

O concurso é aberto a todos os alunos das redes de ensino particular e pública de Araxá. Os candidatos deverão elaborar um texto dissertativo-argumentativo com no mínimo 20 e no máximo 30 linhas. Poemas e outras modalidades textuais não serão aceitos. Também não serão aceitas redações digitadas em computador ou máquina.

De acordo com o regulamento, as redações devem ser redigidas à caneta preta ou azul, exclusivamente na folha padrão que você encontra aqui. Os textos serão encaminhados à comissão julgadora pela escola, por e-mail. Cada escola pode enviar até 3 redações, sendo 1 em cada categoria.

Premiação e categoria

Serão premiadas, com R$ 1 mil cada, as três melhores redações, uma em cada categoria. São elas: de 9 a 11 anos; de 12 a 14 anos; e de 15 a 18 anos. Serão avaliados originalidade e criatividade, adequação ao tema, vocabulário e ortografia. Mais detalhes você encontra no regulamento disponível aqui. Os vencedores serão divulgados no dia 8 de dezembro de 2020, durante a cerimônia de entrega dos prêmios – a se realizar de acordo com protocolos de saúde devido à Covid-19.

 

IX FLIARAXÁ – FESTIVAL LITERÁRIO DE ARAXÁ – 28 DE OUTUBRO A 1.º DE NOVEMBRO DE 2020

Transmissão virtual 24 horas pelo site e pelo YouTube
www.youtube.com/fliaraxá

Informações: www.fliaraxa.com.br

Texto: Carol Braga/Culturadoria