Você está visualizando atualmente Batalhas de slam, breaking e mesas de bate-papo marcam a tarde do último dia de Fliaraxá
Participantes da Batalha de Slam do 11º Fliaraxá (Foto: Drigo Diniz)

Batalhas de slam, breaking e mesas de bate-papo marcam a tarde do último dia de Fliaraxá

  • Categoria do post:Notícias

Neste domingo, 9 de julho, último dia do 11.º Festival Literário de Araxá (Fliaraxá), o evento contou com uma programação diversificada, que apresentou desde mesas de bate-papo sobre temas como poesia e patrimônio, até batalhas de slam e breaking, além de contação de histórias para crianças.

A programação do dia foi aberta às 11h pelo Primeiro Ato Grupo de Dança, que fez uma roda de conversa que abordou temas como a autoexpressão através do corpo. “Quando eu vejo uma pessoa que dança, consigo saber se ele é um bailarino ou artista. Me interessa o artista, aquele que é capaz de se inquietar, de enlouquecer”, disse Suely Machado, fundadora e diretora do grupo.

Roda de conversa do Primeiro Ato Grupo de Dança (Foto: Drigo Diniz)

 

Na programação regional, ocorreram mesas de bate-papo como “Leitura coletiva na formação de leitores” e “A importância da preservação do Patrimônio”. Na mesa “Poesia hoje em dia”, os escritores Márcio Ketner Sguassábia e Frederico Oliveira conversaram, sob a mediação de Talma Macedo, sobre ter um olhar poético no cotidiano. “A poesia está em tudo, mas ela depende desse filtro do olhar, da escrita, do tato, da sensibilidade”, afirmou Frederico. “Entendo, hoje, a poesia, como uma das mais perfeitas formas de devolução daquilo que temos no mundo, daquilo que recebemos da nossa existência”, completou Márcio.

No fim da tarde, aconteceu a emocionante final da batalha de slam, em um auditório lotado, ao som dos aplausos e das comemorações do público. Nesta edição, o primeiro lugar foi para o poeta Santos MC e o segundo para Hendylla. Os dois concorrerão a uma vaga no Slam MG 2023, nível estadual da competição de poesia falada, que acontecerá em novembro deste ano.

Também lotada estava a batalha de breaking, estilo de dança urbana fundamentado na cultura hip hop. Os vencedores do primeiro, segundo e terceiro lugar foram, respectivamente, Bboy Gerry, Sukita e Wanderson. As duas batalhas, assim como as mesas de bate-papo, foram gravadas e estão disponíveis no YouTube do Fliaraxá.

Sobre o 11.º Fliaraxá

Guiado pelo tema “Educação, Literatura e Patrimônio”, o 11.º Fliaraxá acontece até hoje, 9 de julho, em formato figital – ou seja, de forma presencial, no Estádio Municipal Fausto Alvim, localizado no centro da cidade mineira; e digital, pelas redes sociais do evento. Nesta edição, o Festival recebeu presencialmente autores como Eliana Alvez Cruz e Líria Porto, que são as Autoras Homenageadas; Itamar Vieira Junior; Jeferson Tenório; Tom Farias; Juliana Monteiro e Jamil Chade.

O Fliaraxá é apresentado pela CBMM, com patrocínio do Itaú e da Cemig, via Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, com apoio da TV Integração, Prefeitura Municipal de Araxá, Fundação Calmon Barreto, Câmara Municipal de Araxá, Academia Araxaense de Letras, Condor Eventos, Vale Sul/Goethe-Institut, Instituto Terra e Sesc.