Como é o português falado em Cabo Verde?

Como é o português falado em Cabo Verde?

  • Post category:Notícias

Você sabia que Cabo Verde é um país africano formado por ilhas? Ele fica no meio do Oceano Atlântico, a 570 quilômetros da África. Essa informação é importante porque, quando os portugueses chegaram no arquipélago, em 1460, o país se transformou em um polo comercial de escravos. Além disso, era rota entre Brasil, Portugal e países da África. Quando a coroa chegou por lá, as ilhas não eram povoadas. Por isso, tornou-se um centro comercial. Com o passar dos anos, as pessoas foram se estabelecendo, assim como a língua portuguesa, hoje oficial no país. Entretanto, mesmo com o português como língua oficial, o crioulo cabo-verdiano é amplamente falado no país.

Crioulo cabo-verdiano

O português é utilizado formalmente na administração pública, na mídia, nas escolas e em publicações em geral. Mesmo assim, o crioulo cabo-verdiano, também chamado apenas de crioulo, é a língua falada no dia a dia, informalmente. É a língua materna dos habitantes do país. 

Não há evidências claras sobre a origem do crioulo cabo-verdiano devido à falta de registros escritos desde a formação da língua. Durante muito tempo, o idioma foi ignorado pela administração portuguesa. No entanto, há três teorias que tentam explicar essa origem.

A primeira é a eurogenética, que diz que o crioulo foi formado pelos portugueses em uma tentativa de simplificá-lo, para torná-lo mais acessível aos escravos africanos. A segunda é a teoria afrogenética, que liga a criação da língua aos escravos. Ou seja, que eles aproveitaram a gramática da África e substituíram pelo léxico do português. A última é a neurogenética, que acredita em uma formação espontânea a partir de pessoas que nasceram no país. 

Essa forte presença do crioulo cabo-verdiano criou, inclusive, um movimento para fazer com que a língua também seja oficializada no país, já que as duas línguas vivem em harmonia em Cabo Verde com suas características próprias. Vale destacar, ainda, que o crioulo tem nove variantes dentro do país, como se fossem regionalismos, dentro das nove ilhas habitadas da nação.

Dicas

Neste vídeo, o jornalista Luís Vaz Fernandes fala um pouco mais sobre a luta para tornar o crioulo língua oficial de Cabo Verde. 

Em seu canal do YouTube, Gerson Steps apresentou algumas curiosidades e diferenças entre Angola e Cabo Verde. Veja aqui

Germano Almeida no Fliaraxá

O autor de Cabo Verde presente no Fliaraxá deste ano é Germano Almeida. Ao lado de Jeferson Tenório, ele participa da mesa “Literatura e crítica social” no dia 31 de outubro, às 16h. É também advogado e estreou como escritor, em 1980, quando criou a revista Ponto & Vírgula. A produção literária do autor destac-se por obras como “O testamento do Sr. Nepomuceno da Siva Araújo” (1991), “Dona Pura e os camaradas de Abril” (1999), “O mar na Lajinha” (2004) e “Eva” (2006). Em 2018, foi o vencedor do Prêmio Camões, o mais importante da língua portuguesa. 

Acesse aqui a programação completa.

SOBRE O FLIARAXÁ

O Fliaraxá foi criado em 2012 pelo empreendedor cultural e diretor-presidente da Associação Cultural Sempre um Papo, Afonso Borges. As cinco primeiras edições aconteceram no pátio da Fundação Calmon Barreto e, a partir de 2017, o festival passou a ocupar o Tauá Grande Hotel de Araxá, patrimônio histórico do Estado de Minas Gerais, edificação construída em 1942. Naquela edição, nasceu também o “Fliaraxá Gastronomia”. Cerca de 140 mil pessoas passaram pelo festival. Mais de 400 autores participaram da programação.

IX FLIARAXÁ  FESTIVAL LITERÁRIO DE ARAXÁ  28 DE OUTUBRO A 1º DE NOVEMBRO DE 2020

Transmissão virtual 24 horas pelo site e YouTube

 www.youtube.com/fliaraxá 

Informações: www.fliaraxa.com.br

Texto por Jaiane Souza/Culturadoria