Veja os livros que marcaram a vida de Milton Hatoum
Foto: Marcos Alves / Divulgação

Veja os livros que marcaram a vida de Milton Hatoum

  • Post category:Notícias

Manauara, Milton Hatoum é considerado um dos grandes autores vivos do Brasil. Vencedor do Prêmio Jabuti em 1990 e 2006, é escritor, tradutor e professor. Contabiliza mais de 200 mil exemplares vendidos no país, além de traduções das obras em oito países. Hatoum participa do IX Fliaraxá na sexta-feira, dia 30, às 17h, na mesa “Escrever em língua portuguesa”. Se juntam a ele Teolinda Gersão e Ronaldo Correia de Brito. A moderação é de Afonso Borges. 

Autor de contos e de crônicas, o escritor já publicou sete livros; o mais recente, “Pontos de Fuga” (2019). Nas histórias, Hatoum gosta de misturar experiências e lembranças pessoais com o contexto sócio-cultural da Amazônia e do Oriente. Além de falar de lares desestruturados, com uma leve tendência política, tema presente em “Cinzas do Norte” (2005) e em “Dois Irmãos” (2000). O último foi adaptado para uma minissérie da TV Globo. 

O escritor indica dois livros que o marcaram. Confira.

Tempo de migrar para o Norte, de Tayeb Salih

Esta indicação é um romance árabe. Em resumo, trata-se do impacto do colonialismo britânico e da modernidade europeia nas sociedades rurais africanas em geral. Dessa forma, mostra os conflitos do Sudão moderno. É o romance árabe mais importante do século XX segundo a academia de literatura árabe de Damasco. Publicado em 1966, foi traduzido para mais de vinte idiomas. 

Cultura e imperialismo, de Edward Said

É sobre como as ideias imperialistas influenciaram e continuam influenciando a política e a cultura ocidentais que “Cultura e imperialismo” descreve. Sendo assim, o livro de 1993 mostra como a ficção e os meios de comunicação podem ser armas de conquista poderosas. O autor foi um dos mais importantes intelectuais palestinos. 

IX FLIARAXÁ – FESTIVAL LITERÁRIO DE ARAXÁ – 28 DE OUTUBRO A 1.º DE NOVEMBRO DE 2020

Transmissão virtual 24 horas pelo site e pelo YouTube

 www.youtube.com/fliaraxá 

Informações: www.fliaraxa.com.br

Texto por Thiago Fonseca/Culturadoria