Mia Couto e Ailton Krenak se encontram para falar do futuro das almas e do planeta
Mia Couto e Ailton Krenak. Foto: Daniel Bianchini / Miguel Aun

Mia Couto e Ailton Krenak se encontram para falar do futuro das almas e do planeta

  • Post category:Notícias

No derradeiro dia do Fliaraxá, o escritor Mia Couto e o também escritor, líder indígena e ambientalista Ailton Krenak participam de mesa com tema “O futuro das almas e do planeta”. Podemos esperar uma conversa enriquecedora, já que Couto é conhecido como “escritor da terra”, explorando a natureza humana e a relação com a terra e escrevendo e descrevendo as próprias raízes no mundo.

Já Ailton Krenak é ambientalista e pode falar de uma perspectiva mais prática. As lutas nos anos 1970 e 1980, por exemplo, ajudaram a conquistar o “Capítulo dos índios” na Constituição de 1988. Em resumo, isso significa que, pelo menos teoricamente, estão garantidos os direitos indígenas à cultura nativa e à terra. 

A expectativa para o encontro também ronda os dois convidados. Mia Couto escreveu para Krenak: “A Fliaraxá é uma casa que partilho com o amigo. Ailton Krenak é um irmão que a vida me entregou. Estarei em casa, conversando em família. Melhor prenda não há”. A resposta veio igualmente gentil.

“O Fliaraxá reúne leitores e autores numa celebração da literatura. Essa edição virtual, com a presença de Mia Couto, convoca a Natureza presente em sua obra em tempo de suspensão dos sentidos. Compartilhar com este cidadão do mundo o Fliaraxá vai ser o meu presente de aniversário nesta primavera”, disse Ailton Krenak para Mia Couto.

O IX Fliaraxá está com programação on-line 24 horas por dia. O encontro entre Krenak e Couto é em 1.º de novembro, às 18h. Enquanto isso, acompanhe a programação em tempo real a seguir.

Acesse aqui a programação completa.

SOBRE O FLIARAXÁ

O Fliaraxá foi criado em 2012 pelo empreendedor cultural e diretor-presidente da Associação Cultural Sempre um Papo, Afonso Borges. As cinco primeiras edições aconteceram no pátio da Fundação Calmon Barreto e, a partir de 2017, o festival passou a ocupar o Tauá Grande Hotel de Araxá, patrimônio histórico do Estado de Minas Gerais, edificação construída em 1942. Naquela edição, nasceu também o “Fliaraxá Gastronomia”. Cerca de 140 mil pessoas passaram pelo festival. Mais de 400 autores participaram da programação.

IX FLIARAXÁ – FESTIVAL LITERÁRIO DE ARAXÁ – 28 DE OUTUBRO A 1.º DE NOVEMBRO DE 2020

Transmissão virtual 24 horas pelos canais:

www.youtube.com/fliaraxa

www.fliaraxa.com.br

Texto por Jaiane Souza/Culturadoria